×

Adriana Bigarella Lemos: cuidados com o câncer de pele

Adriana Bigarella Lemos: cuidados com o câncer de pele

28/10/2020
Adriana Bigarella Lemos: cuidados com o câncer de pele

Neste mês em que o verão inicia e que passamos a realizar mais exercícios ao ar livre, conversamos com Adriana Bigarella Lemos, médica dermatologista. Ela nos contou sobre o que foi abordado em relação ao melanoma (câncer de pele) no evento que aconteceu na capital gaúcha recentemente. Confira a entrevista exclusiva:

 

Quais as novidades apresentadas no Simpósio de Melanoma, que ocorreu em Porto Alegre no mês de novembro?

As novidades foram em relação aos medicamentos para o combate do melanoma metastático, que é o estágio mais avançado da doença. Esses medicamentos são representados pelos imunobiológicos e pelas terapias-alvo. O uso destas novas drogas tanto de forma isolada como em associações pode controlar ou curar o melanoma. Mas sabemos que a cura se faz pelo diagnóstico precoce e pela abordagem correta da lesão suspeita.

 

E como fazer este diagnóstico precoce?

É muito importante realizar o autoexame dos sinais e manchas da nossa pele. Ele consiste em olharmos em um ambiente claro, durante o dia, sem roupa, na frente de um espelho grande e, caso se identifique algo diferente ou novo, procurar o dermatologista.

 

O que o dermatologista avaliará? Quais são os sinais?

Avaliamos cada pinta ou mancha através do A, B, C, D, E do melanoma: Assimetria, que é avaliada como uma linha imaginária passando no centro da lesão e observando ambos os lados; Bordas, que não podem ser irregulares; Cor, que deve ser uniforme; Diâmetro, que não pode ser maior do que 6 milímetros; e a Evolução, que indica o crescimento dessas pintas (nevos).

Esses elementos devem estar juntos para caracterizar um melanoma, associados à história familiar, que é muito importante. Esse câncer, diferentemente de outros mais conhecidos de pele, não está associado apenas à exposição solar.

Para complementar, o médico dermatologista faz a dermatoscopia e, se houver suspeita, a biópsia.

 

Para além do autoexame, como devemos nos prevenir?

A proteção física, com o uso de roupas e chapéus, associada ao uso de protetores solares com FPS 30 ou maior são ações fundamentais para evitar queimaduras e o aparecimento de câncer de pele. Além disso, os horários de radiação excessiva devem ser evitados; inclusive embaixo de guarda-sóis.

 

Adriana Bigarella Lemos, médica dermatologista, CREMERS: 20171 / RQE: 22700
Consultório: Rua dos Andradas, 1781 / sala: 1504.
Contatos: (51) 3286-4021 / 3227-9109

Compartilhe